Sobre o INP

Sobre o INP

O Instituto Nacional de Petróleo, foi criado pelo Conselho de Ministros ao abrigo do Decreto n.º 25/2004 de 20 de Agosto, como entidade reguladora, responsável pela administração e promoção das operações Petrolíferas, é uma pessoa colectiva de direito público, dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa, financeira e patrimonial que desempenha as suas funções em conformidade com a legislação aplicável, assegurando-se-lhe as prerrogativas necessárias ao exercício adequado das suas competências com base na isenção, capacidade técnica e imparcialidade.

Destaques

Um Olhar ao Processo de Fiscalização na Perspectiva Upstream

Um Olhar ao Processo de Fiscalização na Perspectiva Upstream

Maputo, 03 de Março de 2021 – No âmbito das suas actividades, o INP tem realizado monitoria e fiscalização aos projectos de petróleo e gás em curso.  Para além de esta actividade estar estabelecida no estatuto orgânico da instituição, é visão do INP assegurar que as operações petrolíferas sejam realizadas em conformidade com o quadro legal aplicável para o sector de petróleo e gás. Pelo que, torna-se crucial garantir que estas operações sejam sujeitas à fiscalização e que esta seja feita de forma eficiente.

Leia mais

Aprovada Decisão Final de Investimentos do PSA de Pande/Temane

Aprovada Decisão Final de Investimentos do PSA de Pande/Temane

Maputo, 21 de Fevereiro de 2021 – O Governo de Moçambique, através do Ministério dos Recursos Minerais e Energia, anuncia a aprovação da Decisão Final de Investimento (FID) no valor de 760 milhões de dólares norte americanos, ocorrida na última sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2021, do Projecto que vai desenvolver os reservatórios de Inhassoro, Temane e Temane-Este, localizados a norte da província de Inhambane, no âmbito do Contrato de Partilha de Produção (PSA na sigla inglesa).

Leia mais

Covid-19 Impõe Desafios ao Sector de Petróleo e Gás em Moçambique

Covid-19 Impõe Desafios ao Sector de Petróleo e Gás em Moçambique

Maputo, 17 de Fevereiro de 2021 -  Actualmente vivemos uma situação pandémica que lesou o mundo inteiro com consequências drásticas a que todos, sem excepção, tivemos de nos adaptar.  O flagelo da COVID-19 e a baixa dos preços de petróleo no mercado internacional impôs uma alteração substancial e de certa forma drástica na ordem funcional de praticamente todos os sectores de actividade da economia do nosso país, incluindo na indústria petrolífera.

Leia mais