Projecto de Produção de Petróleo Leve

O Contrato de Partilha de Produção (PSA) entre o Governo, a ENH e a Sasol Petroleum Mozambique Lda, foi celebrado em Outubro de 2000, com o objectivo de pesquisar, avaliar, desenvolver e produzir gás natural não associado e petróleo leve das áreas adjacentes a área do PPA.

As estimativas das quantidades recuperáveis de gás rondavam em aproximadamente 0.55 Tcf (Triliões de pés cúbicos) e cerca de 55 MMSTB (milhões de barris) de petróleo leve.

Como resultado da notificação e consequente Declaração de Comercialidade em Fevereiro e Maio de 2013, a Sasol submeteu o Plano de Desenvolvimento das áreas de Inhassoro e Temane que previa a produção de Petróleo-leve, GPL e Gás Natural, o qual foi aprovado em Janeiro 2016.

Contudo, o resultado da perfuração não foi o esperado, pelo que as quantidades previstas no Plano de Desenvolvimento apresentado sofreram uma alteração. Na fase de implementação do PdD, a SPM perfurou poços de desenvolvimento, os quais revelaram quantidades de petróleo-leve inferiores as previstas no PdD em referência. De modo a atingir os objectivos do PdD aprovado, a SPM submeteu ao INP uma proposta de Emenda ao referido Plano para apreciação do Governo, esperando-se a sua aprovação para meados de 2020.

Actualmente, as actividades de perfuração, reparação e abandono de poços encontram-se suspensas devido ao alastramento da COVID-19 de forma rápida.