Sobre o INP

Sobre o INP

O Instituto Nacional de Petróleo, foi criado pelo Conselho de Ministros ao abrigo do Decreto n.º 25/2004 de 20 de Agosto, como entidade reguladora, responsável pela administração e promoção das operações Petrolíferas, é uma pessoa colectiva de direito público, dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa, financeira e patrimonial que desempenha as suas funções em conformidade com a legislação aplicável, assegurando-se-lhe as prerrogativas necessárias ao exercício adequado das suas competências com base na isenção, capacidade técnica e imparcialidade.

MOÇAMBIQUE ANUNCIA SEXTO CONCURSO PÚBLICO DE CONCESSÃO DE ÁREAS

MOÇAMBIQUE ANUNCIA SEXTO CONCURSO PÚBLICO DE CONCESSÃO DE ÁREAS

23 de Novembro de 2021 – É lançado esta quinta feira, 25 de Novembro, o Sexto Concurso para a Concessão de Áreas de Pesquisa e Produção de Hidrocarbonetos. Para o efeito, foram definidas 16 novas áreas, distribuídas por 4 regiões distintas, sendo que cinco estão localizadas na Bacia do Rovuma, sete em Angoche, duas no Delta do Zambeze e duas no Save, perfazendo mais de 92.000 km² de área.

Leia mais

Destaques

Anúcio do Resultado da Fase de Pré-Qualificação do Sexto Concurso

Anúcio do Resultado da Fase de Pré-Qualificação do Sexto Concurso

Maputo, 06 de Abril de 2022 – Ao abrigo dos Termos de Referência do Sexto Concurso de Concessão de Áreas para Pesquisa e Produção de Hidrocarbonetos, lançado em Novembro de 2021 em Maputo, comunicamos que da avaliação efectuada aos documentos submetidos pelas treze (13) empresas petrolíferas, doze (12) empresas foram pré-qualificadas, das quais seis (6) como Operadoras e as restantes seis (6) como Não Operadoras.

Leia mais

ARRANCA CONSTRUÇÃO DA PRIMEIRA UNIDADE DE GPL EM MOCAMBIQUE

ARRANCA CONSTRUÇÃO DA PRIMEIRA UNIDADE DE GPL EM MOCAMBIQUE

Maputo, 29 de Marco de 2022 - O Presidente da República, Filipe Nyusi, lançou ontem a primeira pedra da infraestrutura que permitirá a implementação integrada dos projectos de produção de 23 PJ/a de gás natural para a geração de energia elétrica, 30.000 toneladas por ano de GPL e 4000 barris de petróleo leve destinados à exportação. O projecto integrado prevê a criação de 3000 postos de trabalho, directos e indirectos.

Leia mais